Hidroelétricas e Modificações na paisagem no médio rio Araguari, estado do Amapá

  • Maxwell Moreira Baia Instituto de Estudos e Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá
  • Orleno Marques da Silva Júnior Instituto de Estudos e Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá
  • Paula Fernanda Pinheiro Ribeiro Paiva Universidade Federal Rural da Amazônia

Resumo

A Amazônia brasileira concentra o maior potencial hidroelétrico do país cujo uso para produção de energia elétrica se intensificou a partir da década de 1970. Nesse período, o rio Araguari no estado do Amapá abrigou a primeira hidroelétrica da região. Outras duas hidroelétricas foram instaladas e entraram em operação no médio curso do rio Araguari na segunda década dos anos 2000. Por serem empreendimentos que causam grandes modificações na paisagem e no uso do solo, o objetivo do artigo foi analisar essas modificações no trecho entre as cidades de Porto Grande e Ferreira Gomes. A metodologia se baseou no uso de documentos já publicados sobre a temática e análise de imagens de satélite entre os anos de 2008 e 2020. De acordo com os resultados verifica-se que as maiores mudanças ocorreram na inundação das matas ciliares, de trechos rodoviários já existentes, erosão, desapropriação de terrenos ribeirinhos e mudança na organização dessas duas cidades. Assim, foi possível perceber que as principais mudanças ocorridas foram típicas das que ocorrem com a implantação de hidroelétricas na Amazônia dada as devidas proporções em função do porte reduzido das usinas.  

Publicado
2021-06-24
Como Citar
BAIA, Maxwell Moreira; SILVA JÚNIOR, Orleno Marques da; PAIVA, Paula Fernanda Pinheiro Ribeiro. Hidroelétricas e Modificações na paisagem no médio rio Araguari, estado do Amapá. Jornal Aplicado em Hidro-Ambiente e Clima, [S.l.], v. 3, n. 1, p. 22-35, jun. 2021. Disponível em: <https://jahec.ufra.edu.br/index.php?journal=JAHEC&page=article&op=view&path%5B%5D=41>. Acesso em: 30 jul. 2021.
Seção
Artigos Científicos